De bicicleta pela serra.

Posted: Março 17, 2012 in Cérebro - Pensamentos, Ouvidos - Memórias, Pele - Lazer

Na viragem do milénio dediquei-me, durante cerca de um ano, a fazer subidas de bicicleta pela serra de Sintra. Aos Domingos de manhã, partia por volta das 10h00, o local onde ficavam os carros era na Atrozela e depois começava a subida da serra, durante cerca de uma hora pedalava até as forças se esgotarem, por sorte ao fim de algum tempo começaram a esgotar-se no alto da serra, e depois era a descer até Colares, onde se fazia um pit stop para beber coca-cola e comer um cubo de marmelada. O regresso fazia-se por percurso diferente mas sempre com o mesmo objectivo, conquistar novamente o alto da serra para depois descer para a Atrozela.

Durante estes passeios dominicais, nunca consegui descobrir muito bem com é que as minhas pernas resistiam, mas depois de deixar de pensar nisso comecei a usufruir da serra e a deixar-me levar pela sua beleza. Onde as árvores se cruzavam para tapar as gotas de chuva no inverno ou os raios de sol no Verão, é desses pedaços de percurso, onde o famoso microclima da serra se fazia sentir, que sinto saudades.

Depois por motivos vários deixei de poder efectuar esses passeios durante algumas semanas o que fez com que rapidamente perdesse a capacidade física para aguentar a serra, e a vontade de recomeçar não vingou pelo que a bicicleta foi encostada e hoje serve os meus amigos que são capazes de tirar proveito dela.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s